Recomendações para o almoço segundo a crononutrição

Recomendações para o almoço segundo a crononutrição

É importante estabelecer regularidade para o horário das refeições, especialmente do almoço. Dessa forma, o corpo irá mobilizar enzimas digestivas para potencializar a absorção e biodisponibilidade dos nutrientes naquele horário mesmo antes de você começar a comer.

Além disso, em relação ao horário, um estudo comparou homens que almoçavam às 13 h com homens que almoçavam às 16:30 h. Foi identificado que a ingestão tardia está relacionada a diminuição do gasto de energia de repouso, diminuição da “queima” de carboidratos em jejum, diminuição do efeito térmico dos alimentos (energia gasta no processo de digestão) e diminuição da tolerância ao açúcar. Por isso, sempre que possível, prefira almoçar até às 13 h em horários similares ao longo da semana.

Outra questão importante é que a gordura é melhor digerida no almoço, é um ótimo momento para acrescentar abacate (na forma de guacamole, por exemplo), azeite de oliva para temperar, chia, castanhas, lasca de amêndoas entre outras fontes de gorduras boas. Em estudo, o abacate manteve a saciedade pós almoço até 6 horas, sendo uma ótima opção para quem tem mais fome a tarde, mas não consegue fazer o lanche da tarde por conta do trabalho.

Lembrando que é interessante incluir um lanche da tarde mais reforçado, caso você perceba chegar ao jantar com muita fome. Opções: Pão integral + ovo, ou pão integral + abacate, ou pão integral + atum, ou aveia + frutas + iogurte – colocando opções fontes de proteína, gorduras boas e carboidratos ricos em fibra;

Marcela G. Oliveira – Nutricionista – CRN 3 55571

Atendimentos online: https://www.doctoralia.com.br/marcela-gallo-oliveira/nutricionista/valinhos

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: